Radioterapia Legal

Câncer e Alimentação
Câncer

Câncer e Alimentação

A cada ano surgem inúmeras opções de alimentos que, pela praticidade, são inseridos em nosso cardápio quase que de maneira natural. São alimentos altamente processados, ricos em açúcares, gorduras, sal e aditivos químicos, e pobres em nutrientes. Alguns exemplos desses alimentos incluem salgadinhos, refrigerantes, biscoitos, cereais matinais, salsichas, nuggets de frango, entre outros.

Embora não haja uma relação direta entre o consumo desses alimentos e o câncer, acredita-se que a frequente ingestão de alimentos ultraprocessados possa contribuir para o desenvolvimento da doença por meio de diversos mecanismos. Por exemplo, esses alimentos podem levar à obesidade e ao aumento da inflamação no organismo, que são fatores de risco para o câncer.

Um recente estudo, com participação da pesquisadora brasileira Fernanda Rauber, da Escola de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, avaliou o efeito de alimentos ultraprocessados na incidência e mortalidade de 34 tipos de câncer diferentes.

Essa pesquisa se baseou em dados coletados prospectivamente, entre 2007 e 2010, sobre a alimentação de 500 mil indivíduos entre 40 e 69 anos, na Inglaterra.

A alta ingestão de ultraprocessados aumentou em 7% o risco de câncer em geral, em 25% o risco de câncer de pulmão, em 52% o risco de câncer de cérebro e em 63% o risco de linfoma, quando comparados com indivíduos com baixa ingestão.

A cada 10 pontos percentuais de crescimento no consumo de ultraprocessados, maior a mortalidade por câncer em geral (6%), em especial por câncer de mama (16%) e ovário (30%).

Outros estudos já mostraram uma relação do tipo com câncer de intestino, estômago, fígado e útero.

Além disso, os aditivos químicos presentes em muitos alimentos ultraprocessados, como conservantes, corantes e flavorizantes, também podem ter efeitos negativos na saúde. Alguns desses aditivos foram associados a danos no DNA, que é um dos principais fatores envolvidos no desenvolvimento do câncer.

É importante ressaltar que, apesar de relacionados, o consumo de alimentos ultraprocessados e o câncer ainda não estão totalmente esclarecidos, e são necessárias mais pesquisas para entender melhor essa associação. De qualquer forma, é recomendável reduzir o consumo de alimentos ultraprocessados e dar preferência a alimentos frescos e naturais para manter uma dieta saudável e equilibrada.

Escrito por Radioterapia Legal - 25/04/2023 - 247 Views

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *