Descomplicado a radioterapia

Novembro Azul: Mitos e Verdades sobre o câncer de próstata
Câncer de Próstata

Novembro Azul: Mitos e Verdades sobre o câncer de próstata

O câncer de próstata é considerado uma doença silenciosa, que não costuma apresentar sinais ou sintomas nas fases iniciais. A maioria dos sintomas prostáticos ocorrem por doenças benignas entretanto alguns pacientes podem apresentar dificuldade de urinar, diminuição do jato de urina, uma maior necessidade de ir ao banheiro, além da presença de sangue na urina.

A doença conta com perfis de evolução variáveis, podendo apresentar um crescimento lento ou rápido, de um paciente para outro.

Segundo dados do Inca, o câncer de próstata corresponde a 29,2% dos tumores incidentes no sexo masculino e matou quase 16 mil pessoas no ano passado. Até o fim de 2021, serão 65 mil novos casos.

A campanha Novembro Azul promove a conscientização para os cuidados integrais da saúde do homem. A atenção ao câncer de próstata norteia a iniciativa, que reforça todos os anos a importância do acompanhamento periódico para a prevenção de outros agravos, como diabetes, doenças cardiovasculares, além da obesidade e do tabagismo.

Para ajudar a desmistificar o tabu que é falar do câncer de próstata, confira seis e mitos ou verdades sobre a doença.

1. É possível ter câncer de próstata antes dos 40 anos.

VERDADE. Embora seja extremamente raro, o câncer de próstata pode afetar homens com menos de 40 anos.  Porém, dados do Ministério da Saúde, cerca de 75% dos casos anuais ocorrem a partir dos 65 anos. Além disso, os índices de mortalidade também são mais elevados entre os mais velhos. Menos de 10% dos casos incidem em pacientes abaixo dos 50 anos.

2. Já existe exame que elimina a necessidade do toque retal.

MITO. O toque retal não só no Brasil, mas também no mundo todo, ainda é considerado fundamental na detecção da doença. Ele deve ser realizado anualmente a partir dos 50 anos. Já quem tem histórico na família deve procurar um urologista um pouco antes, aos 45 anos. No entanto, alterações na concentração desse antígeno podem estar associadas a outras enfermidades, como inflamação e infecção da próstata.

3. Homens negros têm maior risco de desenvolver a doença.

VERDADE: Estudos apontam que afrodescendentes têm risco 60% maior de desenvolver a doença e a taxa de mortalidade é três vezes mais alta.

4. A vasectomia causa câncer de próstata

MITO. A vasectomia — procedimento cirúrgico que interrompe a circulação dos espermatozoides e, dessa forma, impede o homem de ter filhos — já foi taxada como vilã no aumento da ocorrência de câncer de próstata, após um estudo publicado em 2010. No entanto, outras evidências científicas e estudos posteriores derrubaram essa hipótese.

5. Ter pai, irmão ou tio com doença aumenta meu risco.

VERDADE. A hereditariedade é um dos principais fatores de risco para a doença. Um parente de primeiro grau com a doença duplica minha chance. Dois familiares ou mais com a doença aumentam essa chance em cinco ou até dez vezes. Para quem tem casos na família, o recomendado pela Sociedade Brasileira de Urologia é procurar um urologista a partir dos 40 anos

6. O aumento da próstata é um sinal de câncer.

MITO. Depois dos 45 anos, mais de 90% dos homens apresentam algum grau de aumento da próstata. Esta condição é conhecida como hiperplasia prostática benigna. Por outro lado, esse crescimento pode causar dificuldades para urinar — como uma redução de fluxo do jato urinário — ou urgência miccional — como acordar no meio da noite para urinar. É possível que haja confusão nos sintomas. Só que o médico explica que o aumento da próstata, no entanto, não tem nenhuma relação com o câncer de próstata. Isso porque este tipo de câncer tem evolução silenciosa na fase inicial. É na fase avançada que os sintomas aparecem de forma mais evidente e podem incluir cansaço generalizado e dores ósseas.

Escrito por Radioterapia Legal - 08/11/2021 - 43 Views

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *