Descomplicado a radioterapia

Dezembro Laranja
Câncer de Pele

Dezembro Laranja

O mês de dezembro é o mês da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele.  A data foi escolhida por ser o início do verão no hemisfério sul, época na qual lugares abertos são muito frequentados e as pessoas acabam ficando mais expostas ao Sol, um dos principais fatores de risco para o câncer de pele.

Inclusive, a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele é simbolizada pela cor laranja justamente pelo verão estar diretamente associado ao Sol.

O câncer de pele é um dos tipos com maior incidência no Brasil e no mundo e, se não for diagnosticado precocemente, pode levar à morte. Muitas pessoas, porém, desconhecem os cuidados que devem ser tomados para manter a saúde da pele em dia e chegam até mesmo a acreditar que câncer de pele não é inofensivo.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2020 os números de câncer de pele no Brasil são preocupantes. A doença corresponde a 27% de todos os tumores malignos no país, sendo os carcinomas basocelular e espinocelular (não melanoma) responsáveis por mais de 180 mil novos casos da doença por ano. Já o câncer de pele melanoma tem 8,4 mil casos novos anualmente. 

Os números de incidência do câncer de pele são maiores do que os cânceres de próstata, mama, cólon e reto, pulmão e estômago.

A exposição solar exagerada e desprotegida ao longo da vida, além dos episódios de queimadura solar, são os principais fatores de risco do câncer de pele.

O câncer de pele pode ser caracterizado em três tipos:

  • Carcinoma basocelular – é aquele que se manifesta na porção mais profunda da epiderme;
  • Carcinoma espinocelular – que é correspondente a lesões nas camadas superiores da pele;
  • Melanoma – que tem origem nos melanócitos e é considerada a forma mais grave da doença.

É preciso prestar a atenção aos sintomas que incluem pintas castanha ou pretas que crescem, mudam de textura ou de cor; manchas que aumentam; eczemas e lesões elevadas, sinais que se modificam ou feridas que não cicatrizam.

Algumas pessoas possuem mais propensão ao câncer de pele. São elas:

– Pessoas com pele muito clara, que naturalmente possuem menos melanina, uma proteína que protege contra os raios ultravioleta.

– Pessoas como imunossupressão e que tiveram infecção pelo papilomavírus.

– Pessoas de mais idade e que possuem maior tempo de exposição ao sol.

– Pessoas que fumam

Confira a campanha da Sociedade Brasileira de Dermatologia para 2020, realizada com crianças.

Escrito por Radioterapia Legal - 01/12/2020 - 29 Views

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *