Descomplicado a radioterapia

Melhor receita para evitar recidiva de câncer: boa alimentação, atividade física e cuidar da saúde mental
Câncer

Melhor receita para evitar recidiva de câncer: boa alimentação, atividade física e cuidar da saúde mental

Durante os dias 21 a 25 de setembro, foi realizado o 7º Congresso Todos Juntos Contra o Câncer, para debater sobre temas que permeiam a Política Nacional de Prevenção e Controle do #Câncer, como o diagnóstico precoce, acesso ao tratamento, financiamento em saúde, práticas integrativas, regulamentação das leis em saúde e claro, a  qualidade de vida após o tratamento contra o câncer.  Por conta da pandemia, neste ano, todas as mesas foram online.

De acordo com especialistas presentes ao evento, pacientes submetidos aos tratamentos de câncer como radioterapia e quimioterapia, além das cirurgias em muitos casos, devem mudar seus comportamentos e hábitos.

Para o rádio-oncologista Dr. Paulo Lázaro, muitos pacientes que passam por doenças, não só como o câncer, mas também infarto e outras moléstias, devem investir na mudança de hábitos. “A atividade física, que estimula o sistema imunológico, e a boa alimentação são partes importantes do tratamento para evitar uma recidiva. Hoje, a sobrevida do paciente é muito maior que anos atrás. Portanto, é muito importante a qualidade de vida do paciente, que só pode ser alcançada com mudança de hábitos”, aponta.

“Já foi comprovado que pacientes que aderem a mudança tem melhor resposta ao tratamento e apresentam menos recidiva. Hoje, com o avanço da medicina e mais os tratamentos adicionais, possibilitam que pacientes com metástase tenham uma sobrevida maior, aliado a qualidade de vida”, reitera o especialista

Para o oncologista Dr. André Silva Santos, não é somente com o corpo que o paciente deve se preocupar durante e pós tratamento: “É de extrema importância a saúde mental do paciente, que deve exercer a espirituosidade e cuidar do seu eu interior. Isso fará uma diferença enorme em sua qualidade de vida. Em suma, é um equilíbrio tal qual uma orquestra, que não depende só de um maestro.  Quem está fazendo ou fez tratamento de câncer, deve fazer atividade física, ter uma boa alimentação, fugir do sódio e procurar atividade que lhe dê prazer”, aconselha.

A saúde mental, de acordo com Dr. Santos também passa pela espiritualidade e até atividades como musicoterapia.   “A música, já foi comprovado, é um importante auxiliar no tratamento. A música que relaxa e que proporciona pensamentos positivos e relaxantes.” Os especialistas ainda apontaram que receber hoje o diagnóstico de câncer não é mais uma sentença de morte, como há anos.  Hoje, segundo eles, a sobrevida de pacientes até com metástase pode ser grande e, inclusive, com qualidade. 

Escrito por Radioterapia Legal - 28/09/2020 - 111 Views

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *