Descomplicado a radioterapia

Novembro azul para quem?
Câncer de Próstata

Novembro azul para quem?

Apesar da evidência contra o rastreamento precoce do tumor de próstata, por ausência de benefício em sobrevida dos pacientes, um grupo em especial pode mudar essa estatística.

Pesquisadores descobriram que a adição precoce de quimioterapia aumentou a sobrevida de pacientes com tumor de próstata de alto risco (mais agressivos).

Foram selecionados 562 pacientes e um grupo recebeu o tratamento com radioterapia e hormonoterapia (padrão atualmente) e no outro grupo houve adição de quimioterapia (docetaxel) após o término da radioterapia.
O resultado após 4 anos de seguimento foi uma sobrevida global de 89% para o grupo do tratamento padrão e 93% para o grupo que recebeu quimioterapia.

Ou seja, a identificação dos pacientes com risco alto e a intensificação do tratamento não foi incluída nos estudos de avaliação do impacto do rastreamento precoce. A nova estratégia terapêutica poderá mudar o conceito de que não há benefício com o rastreamento precoce do tumor de próstata!

Tratamento certo para o paciente certo.
http://www.cancernetwork.com/asco-2015-prostate-cancer/adjuvant-chemo-ups-survival-high-risk-localized-prostate-cancer

Escrito por Radioterapia Legal - 18/11/2015 - 92 Views

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *